Mudanças no visto australiano de estudante entram em vigor a partir de 1° de julho 2


Fica clara a intenção de facilitar a solicitação do visto australiano de estudante e de potencializar a entrada dos estrangeiros que querem estudar no país 

O Departamento Australiano de Imigração e Proteção de Fronteiras divulgou recentemente uma nota onde confirma as mudanças no visto australiano de estudante, previstas para entrar em vigor em 1° de julho deste ano. Confirmando o que era apenas um boato ventilado no final do ano passado.

O quadro de visto de estudante simplificado, conhecido pela sigla (SSVF), que entra em vigor a partir de 1° de julho, promete facilitar a vida dos estudantes e de quem pretende fazer intercâmbio na Austrália.

A Confirmation of Enrolment (CoE) , a confirmação de inscrição, continua obrigatória, nada mudará a partir de julho. Toda a aplicação para o visto australiano de estudante será realizada online, pela internet, com a dinâmica semelhante ao que acontece com o visto australiano de turismo onde as comprovações financeiras são enviadas via upload no sistema.

 

Visto australiano de estudante: As Principais Mudanças

A partir de 1° de julho deste ano acontece a unificação das 8 subclasses do visto australiano de estudante, restando apenas  2 subclasses:

  • Subclass 500 (visto de estudante) = para todos os estudantes, independente do curso
  • Subclasse 590 (Student Guardião Visa) = para os guardiões, familiares, tutores dos estudantes

Quanto às exigências para os estudantes, o Governo assegura que as mudanças simplificam as candidaturas com a adequação do nível de risco oficial (Assessment Level), que antes variavam de acordo com as subclasses, sobretudo, para os solicitantes que pretendiam ir estudar inglês na Austrália. A partir de 1° de julho, as exigências de comprovação financeira se tornam comuns e iguais para todas as solicitações de visto australiano de estudante, assim como a comprovação de nível de idioma para a instituição de ensino.

 

Comprovação do nível de inglês para o visto de estudante australiano 

São poucos os casos em que a comprovação do nível de inglês se tornará desnecessária:

  1. Para cidadãos com passaporte do Reino Unido, Estados Unidos, Canadá, Nova Zelândia ou Irlanda;
  2. Para estudantes com mais de 5 anos de estudo em países, como: África do Sul, Nova Zelândia, Austrália, Canadá ou Irlanda;
  3. Pessoas com formação em curso de inglês em nível Senior Secondary ou Certificate IV nos últimos dois anos anteriores a data da aplicação do visto para a Austrália;
  4. Para quem vai ingressar em cursos: de inglês, High School full time e Pesquisa e Pós Graduação.
  5. Quando a comprovação for necessária, será por meio do TOEFL e IELTS com notas específicas para cada teste.

 

Nem tudo fica mais fácil para o visto de estudante australiano 

O que simplifica não torna necessariamente mais fácil. A avaliação de risco varia entre os países e a nota da instituição de ensino que o estudante vai aplicar influencia na exigência ou não de documentos específicos de comprovação financeira e de nível de idioma. A desvantagem disso é que esses dados não são públicos.

Com essas mudanças cabe reforçar o cuidado na hora de escolher a escola na Austrália. As que, reconhecidamente, facilitam meios para os estudantes renovarem o visto para ir ficando no país até conseguir imigrar estão sendo identificadas e penalizadas com menores notas, com riscos de descredenciamento e proibição na emissão do COE.

Quanto à mudança de curso, usando o mesmo visto de estudante, só será permitido em casos de upgrade ou manutenção no mesmo curso. E a possibilidade de migração de um visto de visitante para um visto de estudante passa a ser possível de dentro da Austrália.

Passa a valer também para todas as nacionalidades novos critérios para ingressar em um High School na Austrália. Para os níveis 9,10,11 e 12 as idades máximas são 16,17,18 e 19, respectivamente. O idade mínima para o nível básico será 6 anos. Fora desses parâmetros não serão emitidos os vistos para o High School.

Com as mudanças no visto australiano de estudante, o solicitante precisa criar uma via sistema online ligado à imigração australiana para seguir com sua candidatura e ter acesso as suas informações pessoais e o progresso de sua aplicação. O Governo pretende disponibilizar uma versão de teste dessa nova ferramenta em meados de maio deste ano para facilitar o entendimento entre os novos solicitantes.

O que fica claro para os estudantes é que a Austrália vem cada vez mais reconhecendo a importância dos estudantes estrangeiros para o país, assim como demonstra o interesse em ter cada vez mais gente qualificada se formando no país para inclusive se candidatar a imigrar para a Austrália.

 

Como solicitar o visto australiano de estudante 

O impacto dessas mudanças deve ser positivo, sobretudo, para a Austrália, ainda que demostrem também o interesse do país em simplificar a relação dos estudantes estrangeiros com o que há de melhor no ensino oferecido pelo país. Entretanto, as aplicações não se tornaram para amadores ou pessoas que mal entendiam como tirar o visto australiano antes dessas mudanças.

Assim como acontece para outros países, a solicitação de visto australiano de estudante dever ser realizada com cautela, atenção e prazo útil para correção de possíveis equívocos e apresentação de documentos. Assumir o risco de ter o visto negado é um ponto crítico para qualquer viagem, por isso, considerar a contratação de um despachante de visto é um investimento para ganho inclusive de tempo.

 

Comprovação financeira para o visto australiano de estudante 

A partir de 1° de julho os valores para comprovar renda aumentam. Os recursos declarados devem ter como base 12 meses de estadia na Austrália. Com as mudanças funcionará da seguinte forma:

  • Estudante / responsável – AUD$ 19.830
  • Parceiro / cônjuge -AUD $ 6.940
  • Criança – AUD$ 2.970

A comprovação financeira, no caso do SSVF, tem a finalidade de não deixar dúvidas ao Governo das condições positivas do estudante se manter no país. A documentação para isso se resume aos extratos bancários, de fundos pessoais e/ou comprovação de fundos do patrocinador, assim como os vínculos de geração de renda, como emprego formal ou empresa. O que vale é ter em mente que essa documentação precisa ser comprobatória o suficiente para o Governo da Austrália, caso contrário, os riscos de ter o visto negado são enormes.

Caso ainda tenha algumas dúvidas sobre o novo processo de solicitação do visto australiano de estudante, nos procure. Será um prazer atendê-los

 

 

Saiba mais:

Como Solicitar Visto de Turismo para a Austrália – Passo-a-Passo

Quero estudar mais do que 3 meses na Austrália, informações sobre Visto de Estudante

Veja nossa área de perguntas frequentes também

 

 

Autor: Alexandre Luis Pedrosa – Especialista em Vistos e Educação!

Fale com o autor: alexandre@vistoaustraliano.com.br